Suzelei Brighente Padilha

Endereço:

Orleans, Santa Catarina
Brasil

Descrição

Cidade – maravilhosamente planejada com uma cultura bem definida – Orleans recria a historia e cultura helênica que em diversas facetas. Colocou a mulher em plano de igualdade democrática em relação ao homem, possibilitando-lhes oportunidades de compartilhar opiniões, desenvolver projetos de crescimento e até decidir sob seu ponto de vista a melhor prerrogativa para uma cidade que cresce sob o foco iluminado da razão.

Certamente isso só viria recair sobre os pensamentos de Suzelei Brighenti Padilha muitos anos após sua aparição no mundo a 24 de fevereiro de 1965; pela união dos dedicados pais o senhor e senhora Valmir e Neza Zanini Brighenti que desde o inicio se preocuparam em dar as melhores condições de desenvolvimento intelectual à filha.

Os primeiros passos tímidos ainda rumo à alfabetização ocorreram na Escola Estadual de Rio Belo e mais tarde ingressou no tradicional educandário também de Orleans o Colégio Toneza Cascaes para seqüência e conclusão do segundo grau. Seu comportamento bastante reflexivo; e dotada de censo de cálculo, a tornaram uma excelência na área das Ciências Exatas vindo ingressar e concluir o curso de Matemática pela Unisul. Não parou por aí. Havia uma certa obsessão de sua parte por aprender ainda mais e diversificando as áreas para tal veio formar-se no ano de 2008 no curso seqüencial de Desenvolvimento Regional pela Unesc. Lapidar o intelecto e agregar novos valores morais a levaram ingressar no curso de Direito que fez através da Unisul.

Grande porção de seus objetivos de mulher veio cumprir ao unir-se pelos laços matrimoniais a 26 de outubro de 1983 com o esposo Gelson Luis Padilha – profissionalmen-te estabilizado como Técnico Agrícola – com quem dividiu harmoniosamente a responsabili-dade de passar formação e educação das duas filhas: Carolina e Ana Clara Brighenti.

Por toda vida viveu e se dedicou a estudar e trabalhar por uma vida melhor em sua cidade natal.

Declara com muita satisfação seus 16 anos de vinculo empregatício junto ao Sindicato dos Trabalhadores Rurais do Município, acusando inúmeros benefícios trazidos à população como, por exemplo, importantes Cursos Profissionalizantes em convênio com o SENAC/SC. Outra de suas fascinantes experiências adveio da facilidade de se locomover pelos meios da comunicação por uma seqüência de sete anos consecutivos, gerenciando a Rádio Guarujá de Orleans dividindo responsabilidades conjuntamente com o marido. Esse período teve de ser interrompido em função de um irrecusável convite, por desejo do Prefeito Municipal, para que assumisse o cargo de Secretária de Assistente Social junto ao erário público.

Muito desenvolta e idealista marcou época como membro do diretório acadêmico na Faculdade de Direito. Presidiu a Associação das Amigas de Orleans por um período de cinco anos. Foi membro representante da Câmara de Vereadores junto ao Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e do Adolescente.

Seu ótimo desempenho social junto à comunidade deu toda pinta de que a iniciação na vida política seria uma questão de detalhes e tempo apropriado. Assim sendo, com o apoio de seu pai e de seu marido ingressou junto à agremiação partidária do PSDB. Uma vez inserida no centro das decisões do partido viria naturalmente lançar seu nome rumo a uma das cadeiras do parlamento orleanense. Ela julgara-se apta a tal decisão em função de inúmeros trabalhos realizados pela comunidade, realçando aqueles de cunho social realizado através de seu dedicado trabalho junto à Secretaria de Ação Social.

Com a aproximação das eleições do ano de 2004 vieram as preocupações do Diretório Municipal do seu partido político em levar nome de candidatos ao concurso mais importante da vida municipal, constituindo uma nominata mínima para encaminhamento e homologação da Justiça Eleitoral e o nome de Suzelei apareceu naturalmente como uma das iminentes candidatas a uma vaga junto ao Poder Legislativo de Orleans. A candidata se achava preparada para o julgamento das urnas, mas não poderia imaginar que seu nome subiria tão alto no quadro de eleitos daquele pleito atingindo a 3ª melhor colocação com a quantidade de 674 sufrágios.

Após um mandato bem proveitoso onde durante quatro anos agiu compulsivamente para ajudar de alguma forma o desenvolvimento sócio econômico da cidade, viria a oportunidade de colocar à apreciação pública todos os seus feitos e corajosamente se lança à reeleição para o pleito seguinte, ou seja em 2008 e para sua satisfação verificou que tinha crédito e popularidade junto à população da cidade e com a quantidade de 624 votos alcança satisfatoriamente seu objetivo. Na qualidade de vereadora reeleita e com toda experiência de seu primeiro mandato é legitimamente escolhida pelos seus pares para compor a Mesa Diretora como Vice Presidente da Câmara Legislativa de Orleans.